Líder comunitário

d2f41c16de3eea24da114622083d4492_XLDia Nacional do líder comunitário

Trabalhar de graça? Isso é loucura, muitos pensam, ninguém nunca me deu nada, por que eu deveria pensar nos outros? Vivemos isolados e de forma egoísta aprendemos a pensar apenas em nossas próprias necessidades jogando para o Estado a preocupação com o bem coletivo, afinal pagamos impostos não é?

Mas se cada um de nós contribuir um pouquinho pelo bem social, pelo menos para aqueles que vivem ao nosso redor: a comunidade em que vivemos, estaremos plantando solidariedade, amor ao próximo e isso só pode, além de nos tornar pessoas melhores contribuir para um mundo melhor.

Muitos dizem que não tem tempo para isso, acham que já estão atolados demais em afazeres. Quem me conhece sabe o quanto minha vida é uma imensidão de tarefas: mãe, empresária, blogueira, escritora, professora, dona de casa, mil novos projetos…

Quando recebi o convite para ser homenageada na câmara no dia Nacional do líder comunitário, pensei duas vezes se deveria ir. Me perguntava se merecia tal homenagem, pois eu faço pouco se comparado a outros bons exemplos que temos em nossa comunidade, que dedicam grande parte do seu tempo à luta pelas causas do bem. Mas apesar de trabalhar muito e viver uma vida cheia de compromissos acredito que devo fazer minha parte. Muitos contribuem de formas mais despojada e desprendida, eu doo aquilo que possuo, o tempo e talentos que disponho e assim cada um pode fazer também, todos nós temos algo  de valor a acrescentar e contribuir. Não é preciso salvar o mundo, o líder mobiliza pessoas, recursos e trabalha em prol de uma causa comum. Acredita num projeto ou causa, faz acontecer e vai até o final, sempre se comprometendo com o bem.

Dar oportunidade a alunos de escola pública para participar de uma conexão internacional, ” abraçar” o posto de saúde, ou mesmo “tapar buracos” na comunidade para levantar a questão da omissão do Estado, essas foram entre outras algumas das causas que abracei. Acredito que a minha contribuição ainda seja pequena mas é exemplo de que até aqueles que acham “que não tem tempo” se quiserem de verdade podem e devem fazer algo em prol do coletivo.

Todos nós somos responsáveis pela melhoria da comunidade em que vivemos, é nossa obrigação contribuir da melhor forma com as habilidades que dispomos. Temos dons, conexões, recursos, etc e a escolha é simples : servir na medida da sua capacidade e disponibilidade, se cada um fizer um pouquinho que seja, não fica pesado para ninguém.

Doe nem que seja só aquele tempo que se perde com bobagens que não edificam nem modificam. Contribua com a sua comunidade: Olhe em volta procure um projeto que toque seu coração se alie às pessoas do bem, ame seu próximo vale muito a pena!13123207_1202369393121341_7002418679014879939_o

A sessão solene de homenagem ao líder comunitário foi no dia 02/05/16, foi presidida pelos deputados federais  Rônei Nemer  e Izalci Lucas na câmara dos Deputados, momento no qual um dos poderes da república reconheceu a importância de pessoas que trabalham, cada um ao seu modo, para o bem de suas comunidades.

Além das homenagens aconteceram apresentações culturais. A cantora Daniela Ribeiro emocionou a todos ao cantar o Hino Nacional à capela, um grupo formado por deficientes visuais também cantaram Asa Branca de Luiz Gonzaga.

Podemos sim juntos construir um Brasil cada vez mais solidário. Todos líderes comunitários estão de parabéns pela dedicação e amor a causa pública.